• Tax Research

Isenção de ICMS para equipamentos fotovoltaicos é aprovada em SP

Decisão da Alesp inclui painéis e aquecedores solares à lista de componentes isentos do imposto


O projeto de lei 0078.1/2022, que trata sobre o ICMS, não será mais votado nesta quarta-feira, 27, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), após liminar. A decisão é do desembargador Sérgio Izidoro Heil, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC). A liminar foi concedida após mandado de segurança impetrado pelo deputado Bruno Souza.


O deputado entrou com pedido após ter o adiamento negado na reunião da Comissão de Finanças, que ocorreu na manhã desta quarta-feira. Segundo a decisão, a negativa viola o regimento interno da assembleia, no qual o pedido de vista é direito assegurado aos deputados e que, se formulado de acordo com as regras, não pode deixar de ser concedido.


Sobre o PL

O projeto de lei 78/2022, de autoria do governo do estado, propõe a redução da alíquota do ICMS estipulada para o leite, farinha de trigo, e os alimentos servidos em bares e restaurantes.


O texto também objetiva recolocar o leite longa vida como item da cesta básica, com a redução da alíquota do ICMS de 17% para 7%. O produto está fora da lista de mercadorias de consumo popular desde o último dia 1º. Também está previsto benefício fiscal até 31 de dezembro.


Para a farinha de trigo também está previsto benefício fiscal, na forma de crédito presumido aos estabelecimentos fabricantes do estado, até o dia 31 de dezembro de 2023.


Segundo a proposta, a alíquota do ICMS para alimentos em bares e restaurantes baixará de 7% para 3,2%, igualando à alíquota praticada no Paraná.

Em caso de dúvidas, envie uma mensagem para contato@taxresearch.com.br

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
whatsapp-logo-1.png