Parametrização Fiscal

Parametrização Fiscal

Hoje em dia, os empresários devem estar atentos a diferentes aspectos que norteiam o administrar do seu negócio. Entre eles, tudo o que se refere ao pagamento de tributos. E para manter esse assunto sempre atualizado é preciso conhecer a parametrização fiscal.

Trata-se de um método que ajuda muito na hora de pagar tributos de forma correta. Também ajuda a evitar gastos que não são necessários. E se você quer saber mais a respeito do assunto e porque é importante para empresas das mais diversas áreas continue com a leitura deste artigo.

Nos tópicos a seguir, veja as principais informações sobre o que é e porque é importante a parametrização fiscal.

  • O que é a parametrização fiscal

  • Porque é importante aplicar o método

  • Dicas para fazer a parametrização fiscal

Entenda a classificação fiscal de mercadorias

Consiste em um método que tem como base reclassificar os códigos dos produtos que uma empresa vende. O objetivo da parametrização fiscal é fazer com que as operações de entrada e de saída se tornem mais fáceis de executar.

Em outras palavras, o método permite a realização de uma análise contábil precisa. Isso ocorre porque com ela é possível fazer o correto cálculo dos impostos. Ou seja, a equipe responsável pela contabilidade consegue apurar os tributos que devem ser pagos com maior facilidade.

Desse modo, como resultado, a empresa pode ter um gasto menor na hora de pagar os impostos que deve ao governo. Afinal, com a parametrização fiscal, o setor fiscal verifica se algum dos produtos conta com benefício tributário. Essa ação pode reduzir o valor do imposto ou até mesmo isentá-lo.

Além disso, você deve saber que as leis que regem a cobrança de impostos estão em constante mudança. Isso quer dizer que é preciso conhecer quais são as alterações para sempre pagar os tributos de modo adequado. E com esse método é viável promover uma atualização geral.

 

E mais, ao aderir à técnica, a sua empresa pode modernizar o sistema utilizado pela sua equipe. Assim, terá melhores condições de manter os códigos dos produtos comercializados atualizados.

O que é a parametrização fiscal

Porque é importante aplicar o método

Devido aos vários benefícios da parametrização fiscal, é uma medida essencial para o seu negócio. Como já dito, com a sua realização, a empresa tem potencial para economizar dinheiro. Isso acontece porque não se corre mais o risco de pagar por tributos que não são necessários.

Dessa forma, o dinheiro que se gastaria com isso pode ser investido de outra maneira. Seja na compra de novos equipamentos, seja na contratação de mais profissionais. Portanto, classificar os códigos dos produtos do jeito certo pode fazer com que a sua empresa cresça e obtenha um diferencial de mercado.

E por consequência, o seu negócio tem chances reais de se tornar mais lucrativo, já que vai investir em aspectos fundamentais para o seu sucesso. Isso ocorre para empresários de todos os portes e segmentos de mercado. Isto é, é uma ação benéfica para todos os setores da economia.

 

Além disso, a parametrização fiscal ajuda muito na hora de pagar os tributos em dia. Assim, você evita muita dor de cabeça e até mesmo os problemas com o fisco. Afinal, se você não pagar os impostos de modo apropriado está sujeito a multas e outros tipos de penas.

Para obter todas as vantagens do método, é essencial ter o apoio de um profissional que seja especialista na área tributária. Ele deve saber como funciona a lei brasileira no que tange o tema. Precisa ainda estar atualizado a respeito das últimas mudanças.

Em geral, o analista de tributos começa a parametrização fiscal com o cálculo dos impostos. Também analisa a alíquota de cada um deles. Os mais importantes são o ICMS e o ICMS-ST, além do IPI, do PIS e do COFINS, que influenciam a emissão de nota fiscal eletrônica.

O profissional verifica o CST de ICMS e o CFOP, assim como o Código de enquadramento do IPI e o CEST. Todos esses aspectos são personalizados conforme cada produto. Inclusive, de acordo com a sua finalidade e o estado para o qual será enviado.

Além disso, o responsável pelo trabalho orienta a empresa sobre quais são os fundamentos legais que devem constar na nota fiscal. O resultado é a redução de erros em documentos fiscais. Existe ainda uma queda do número de autuações e a otimização do tempo em relação às atividades fiscais.

Dicas para fazer a parametrização fiscal

Entenda a classificação de mercadorias

Para entender melhor o que é e as vantagens da parametrização fiscal, vale a pena saber como funciona a classificação fiscal de mercadorias. Trata-se da categorização de produtos. Ela é feita com o intuito de contar com um controle mais eficiente dos itens que os países produzem.

A isso se incluem os itens que são vendidos. Seja dentro do território nacional, seja para o exterior, assim como as mercadorias que são importadas de outros países. Portanto, de acordo com a situação, cada produto recebe um código numérico.

Ele serve para mostrar os detalhes quanto a sua composição e origem. É necessário ainda para determinar o seu enquadramento tributário. Esses parâmetros são definidos e regulados pelo governo do país. Desse modo, ele consegue controlar a sua produção, venda, importação e exportação.

Conhecer o assunto é útil porque o preço de todos os produtos com os quais uma empresa trabalha passa pela classificação fiscal. E quando não ocorre de forma correta, existe a chance do negócio perder dinheiro por pagar impostos a mais. Ou mesmo ficar devendo para o fisco, o que terá consequências.

Portanto, essa classificação também auxilia a se ter mais segurança e praticidade na hora de cumprir as obrigações fiscais. E para classificar com exatidão é preciso saber qual é a composição de cada item. Deve-se ainda conhecer as categorias existentes.

Esse cuidado é obrigatório desde o início das operações de uma empresa. Porém, a classificação precisa de revisão periódica, o que a parametrização fiscal ajuda a executar com eficiência.

SERVIÇOS

01.

Compliance Fiscal

Compliance das entregas dos arquivos para identificar divergências nas escriturações.

02.

Parametrização Fiscal

Alíquotas e regras tributárias  de ICMS, ICMS/ST, IPI, PIS/COFINS corretas, sempre. 

03.

Recuperação Tributária

Apuração e captura de dados para identificar e quantificar oportunidades.

04.

Reprocessamento Fiscal

Apuração de obrigações que, por algum motivo, não foram entregues ou foram entregues em branco.

whatsapp-logo-1.png